quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Papel feito de pedra chega ao Brasil !

Papel de Pedra         

Não foi preciso derrubar árvores para sua existência
Sem Celulose, Biodegradável, Resistente a Ãgua

 O papel de pedra ou Mineral Paper é ecologicamente amigável, reduzindo ou eliminando do meio ambiente os efeitos danosos na produção de papel tradicional ou papel sintético.

 100% FREE

O papel não utiliza madeira, fibras vegetais ou qualquer outro derivado vegetal. Seu ingrediente principal é um pó mineral inorgânico abundante: o Cálcio Carbonato (CaCo3)

 Livre de processamento químico e sem cloro

O papel de pedra é naturalmente branco e dispensa processamento químico em sua produção.

 Conserva a água

Diferentemente de outros tipos de papel, que utilizam uma grande quantidade de água em sua produção ou até mesmo reciclagem, o processo de produção do papel de pedra não necessita de água.

Não polui a água

O processo para fabricação de papel tradicional requer quantidades imensas de água para lavagem dos ácidos e agentes branqueadores – restos que serão jogados sem tratamento diretamente em rios, poluindo águas que muitas vezes são utilizadas para agricultura. Mesmo quando tratados, resquícios químicos acabam por atingir os lençóis de água. O papel de pedra não requer água em sua produção e elimina esse passo arriscado.

Reduz a poluição do ar

Fábricas convencionais de papel preferem queimar restos de madeira para gerar força para sua produção ao invés de reciclá-la, emitindo especialmente altas quantidades de dioxina carcinogênica. Papéis sintéticos emitem um número maior ainda de poluentes tóxicos, já que se trata de folhas plásticas. O papel de pedra emite quantidades insignificantes de gases tóxicos, tanto durante sua produção como quando é queimado.

Reciclável

O papel de pedra pode ser reciclado diversas vezes através de um simples processo que converte o papel em blocos que podem ser utilizados na produção de papéis ou plásticos. Nos papéis tradicionais, o processo de reciclagem é complexo e necessita de processamentos químicos fortes, criando novo desperdício de água e mais problemas ambientais. O número de reciclagens desse tipo de papel também é limitado.

Biodegradável

O papel de pedra leva apenas de seis a doze meses para se decompor e deixa somente traços de pó mineral.

Desempenho e qualidades do papel de pedra

Para todos os tipos de impressão

O papel mineral ajusta-se perfeitamente a qualquer tipo de impressão, convencional ou moderna, incluindo offset, gravura, flexografia, litografias e uso geral. No Brasil, testes na gráfica Aquarela revelam a possibilidade de impressão em 240 linhas por polegadas, de modo que você não vê a formação de pontos nas imagens e a definição é altíssima.

Superfície ultra-suave

O papel de pedra possui superfície de qualidade superior e ultra-macia, dando qualidade insuperável a qualquer produção.

Secagem rápida e durabilidade

O papel de pedra tem superfície super absorvente e anti-estática, seca significantemente mais rápido que papéis sintéticos e é muito mais resistente que papéis convencionais.

Resistente à água e óleo

O papel de pedra é altamente resistente à água e óleo, não precisa de processamentos posteriores e pode ser transformado em qualquer tipo de material. 

Resistente a pestes

O papel de pedra pode ser facilmente armazenado sem nenhuma preocupação com vermes, insetos e outras pestes.

Livre de Ácido

O papel mineral é feito predominantemente de cálcio carbonato e também está livre do envelhecimento e amarelamento, geralmente associados a produtos feitos com papéis tradicionais.

Difusão de luz uniforme

O papel pode ser usado, surpreendentemente, para grandes anúncios publicitários iluminados. O pó mineral micro-fino e a densidade uniforme em cada uma das folhas permitem que a luz seja difusa e brilhante.

Aprovado pela FDA

O papel de pedra foi testado e aprovado pelos padrões da FDA-USA para contato com gêneros alimentares, e pode ser usado sem processamentos especiais.

Processo de Produção

Produzido com o uso de métodos similares aos de outros papéis sintéticos, mas com foco em minimizar efeitos danosos ao meio ambiente, o papel mineral é o resultado de mais de dez anos de pesquisa, experimentação e teste. A planta fabril fica em Taiwan, pólo mundial de desenvolvimento de tecnologia.  No Brasil, o papel está disponível com exclusividade através da Serinews, uma empresa inovadora em comunicação e marketing.

A matéria-prima do papel (Cálcio Carbonato e Polietileno de Alta Densidade) é primeiramente inspecionada cuidadosamente e passa por teste de qualidade.

Os paletes alimentam máquinas de aquecimento, são extrudados e então transformados em substrato de papel. Após inspeção adicional de qualidade, o substrato pode ser processado para fins específicos, como a Indústria de papel, para segmento editorial de revistas, embalagens, materiais promocionais e outras aplicações como papel de parede e papel fotográfico para impressoras caseiras.

Atendendo às altas demandas e padrões de qualidade da indústria, todas as operações são controladas por computador e monitoradas em todos os estágios. Para assegurar que o processo de produção não cause efeitos danosos no meio ambiente, nenhum tipo de cloro ou outros ácidos são usados, 100% da produção perdida é reciclada, e o consumo de energia e perdas são minimizados. Tudo isso faz do papel de pedra o papel do ambientalmente preocupado século XXI. 

Abraços Elektra

Nenhum comentário: